Breakfast at Tiffanys


Vida de inseto
fevereiro 24, 2012, 3:16 pm
Filed under: Sem-categoria | Tags: , ,

Eu não tenho neura com insetos, nem com nenhum bicho daqueles difamados  de peçonhentos pela únicas pragas urbanas que conheço: as pessoas.

Aqui em casa tem equilíbrio ecológico total: não se mata lagartixa, formigas, nem besouros, joaninhas, mariposas, escaravelhos, abelhas, marimbondos e afins. Baratas, eu bato um papo, peço gentilmente para sair, empurro para fora. Só em último caso, chego à chinelada. Dividir a cama, só com o marido e os dogs.

Tem árvores e um monte de plantas no quintal. Consequentemente tem um universo ecosistêmico por aqui. E vivem como querem, comem as folhas que quiserem, as frutas, fazem o que querem.

Às vezes vejo bichos estraíssimos, que não sei se são mutações ou versões naturais de um mundo que não conhecia, não mato. Nem a pau. Eu não sou nada para tirar a vida de qualquer um deles.

E todo mundo vive em harmonia. Não tem infestação de nada, não vejo baratas há mais de ano, nem no quintal. Não tem excesso de nada. Sabe por que, gênio? porque quando a porra do ser humano não se intromete, as coisas se equilibram naturalmente.

Dos ratos, já tive enormes neuras e chamava desratização. Hoje não deixo comida para eles. Tem gente imbecil que usa chumbinho como a vizinha. O que ela consegue é matar pássaros e colocar em risco a vida dos cães e gatos das redondezas. Estúpida. Deixa a ração do cachorro no quintal e mais um monte de tranqueira e não quer atrair os bichos.

Putz, será difícil entender que se não deixar resto de comida, ração e outros lixos à la vonte, os ratos vão procurar outro lugar?? até eu, uma mega bagunceira consigo viver com higiene – não com neurose.

E se os motherfuckers parassem de exterminar os gatos, o equilíbrio seria restaurado, óbvio. Quer espantar um rato? tenha um gato. Óbvio.

Por que a porra do ser humano não consegue dividir um planeta onde ele foi o último a habitar??? Por que?

Nunca esqueço de uma dona de casa inútil comprando veneno no mercado e contando que era mais esperta que as formigas porque seguia-as até o formigueiro para exterminar com tudo de vez.  Que babaca. Além de não pocurar nada de útil para fazer – é óbvio que a vadia tava com tempo de sobra – não enxergava sua insignificância.

As formigas, que vivem há muito mais tempo que os humanóides neste planeta, são absurdamente mais úteis do que ela. Trabalham a vida todinha. Ah, e tem uma sociedade cinco trilhões de vezes mais organizada do que  a nossa.

Neuróticos dos infernos: ainda que por motivos diferentes, vcs precisam tanto – ou mais – de terapia e psicotrópicos do que eu. #prontofalei.

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Também moro em casa com árvores e plantas no quintal, ou seja, inseto é habitante. Aqui também não matamos, jogamos todos para o quintal. Lá é o espaço deles, aqui o nosso. Só admito que com barata o buraco é mais embaixo. hahaha

Comentário por kekecasv

Aqui, com as baratas, o negócio também é feio pra o lado delas. Mas tudo fica pelo quintal também: Saguis, lagartixas (enooormes) e até timbus (também chamados de gambás).

Todo mundo no seu devido lugar.
Concordo que a humanidade é a verdadeira praga deste planeta.

Beijos.

Comentário por Lay




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: