Breakfast at Tiffanys


People are strange
junho 7, 2011, 6:44 pm
Filed under: Sem-categoria

E eu me achando a mais bipolar e problemática do mundo…

Vasculhando amizades perdidas da infância, adolescência ou meros conhecidos sem relevância, percebi:

Teve a pessoa mais legal do mundo durante anos que se mostrou uma bith sem o menor senso de valorização de boas recordações.

Teve quem perdesse o peso motivo dos traumas e continuasse a mesma megera manipuladora mentirosa obcecada pelas mesmas coisas que não vai ter nunca.

E quem era muito mais alegre com seus quilos de traumas e se tornou sem eles nada mais do que um cabide  maniaco depressivo de personalidade anulada, jogando a vida fora. Ficou chata. Chata pra caralho.

Vi quem tinha tudo e não soube lidar com um não da vida arriscando quem ainda nem existe por mero capricho.

Teve aquele que vivia de piadas – sem graça na maioria- e que acabou um verdadeiro psicótico atacando a esmo quem não embarque na sua fraude de vida.

E a doida de pedra, vivendo de esmola emocional do único mané que a aguentou, que se viu sem vida e deixou a inveja abduzir o que tinha de agradável.

Pensando muito  bem, é melhor deixar a maioria das velhas imagens intocadas, lá no passado. Senão acaba como um filme dos anos 80: você tinha ótima lembrança, mas se rever agora, percebe que era uma bela porcaria!

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

Muito bom texto e é verdade. Na maioria das vezes, as pessoas não sabem crescer e envelhecer. E sabe qual é a verdade também? A memória, muitas vezes, engana a gente. Fica aquela fantasia de que era muito melhor e nem sempre é real…

Comentário por Mari

Ka, as lembranças ruins, tranca num baú e perde a chave.
As mais ou menos, sempre vale a pena cutucá-las. Reavivam aprendizados.
E as boas, ah, as boas, essas vale trazê-las em exercício diário. Com o mesmo prazer de lavar o rosto a cada manhã.

Beijocas!

Comentário por Selma Barcellos

Realmente tem certas pessoas que são como filmes dos anos 80 (adorei a comparação!). Melhor deixar só guardadas na memória.
Mas… como eu sou um tanto obsessiva, às vezes eu pago pra ver! rsrs
Beijos.

Comentário por lucy in the sky

Melhor ficar com as lembranças.

Comentário por picida ribeiro




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: