Breakfast at Tiffanys


A difícil arte de conviver com seres humanos
janeiro 31, 2011, 4:08 pm
Filed under: Sem-categoria

– Tem comida, moça? Não como há um tempão!

– Não. Não tenho mesmo. (pura verdade…o fogão ta fechado há dias, vamos vivendo dos deliverys e de almoço na mãe!)

– Não tem nada moça?

– Tenho bolacha. O senhor quer bolacha?

– Água e sal? Ah, deixa pra lá….

Ah, vai à merda – pensei antes de bater a porta. Quem tem fome, come o que tiver.

Entre tantas coisas difíceis nesta vida, a interação com humanos é a mais sofrível pra mim. Não importa quanta terapia eu faça e o quanto tente lidar com esta raça infeliz que é a minha, nunca vou conseguir admirá-la.

Vira e mexe descubro que alguém que conheço e convivo – e até ensaiei gostar – tem uns defeitos tão, mas tão desprezíveis, que somados todos os meus não passam de amostra grátis. Aí passo a não suportar nem a presença, nem a menção do nome do/a infeliz.

Não exijo perfeição. E nem poderia. Mas o mínimo de um conjunto onde as partes boas  superem as ruins.

Ah, já falei: hipocrisia está entre as coisas que me dão vontade de vomitar! e que não consigo perdoar.

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

Que cara-de-pau!!! Se estivesse com tanta fome assim, comeria pão dormido. Impossível não se revoltar.
É, Ka, posso entender esse nojo que você se refere. Tem pessoas que são intragáveis.
Beijos

Comentário por Mari

Um desafio cotidiano conviver com nossos pares…

Beijocas!

Comentário por Selma Barcellos




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: