Breakfast at Tiffanys


Livre
outubro 29, 2010, 5:18 pm
Filed under: Sem-categoria

Não importa o quanto você se esforçe, trabalhe, reflita, mude, etc. Se você é como eu, alguém que se expressa e tem um dom nato de determinação, as pessoas vão te julgar e magoar. E vão te rejeitar.

Em cerca de 2 anos de terapia fui refletindo e aprendendo a deixar pra lá algumas coisas, não me preocupar com outras, ser um pouco mais flexivel (é verdade, eu tento). Ai parece que as pessoas passaram a me aceitar mais, não apenas me suportar. Só que elas querem te sugar todo e qualquer traço de individualidade. Enquanto é boa moça, boa filha, engole um bocado (e por isto venho aqui tantas vezes vomitar minha frustração), não arruma encrenca, não discorda de nada que falem, não se expresse firme, tava tudo indo bem. Mas é só deixar um pouco de você fluir , mesmo que de forma mais leve, que passa a ser taxada, julgada, rejeitada.

Por bem, neste tempo também aprendi que a única pessoa que precisa me aceitar sou eu mesma. E se isto, no fundo da camuflagem de agressividade, não acontecia antes, agora to um degrauzinho acima. Não que não machuque, acho que rejeição machuca a todo mundo, em níveis maiores ou menores, mas machuca. Mas aprendi a enxergar que tenho tantas coisas boas, muito mais do que eu imaginava. Não sou apegada em dinheiro, mas sou responsável com o que tenho que pagar. Não sonho com fortuna, nunca me importei com o carro que dirijo. Não sou racista, trato todo mundo da mesma forma. Sou inteligente e bem sucedida no trabalho que escolhi, inclusive ganhei o direito de fazer o que quero da forma que quero. Isto é mérito meu.  Consegui parar de comer carne, o que é muito mais força de vontade do que a maiora das pessoas têm. Trabalho como uma camela, as vezes 10 horas por dia e cuido dos meus cães – dos quais três foram salvos da morte certa das ruas. Não tenho medo de encarar desafio, de bancar a casa se preciso.  E perdi o bloquei de me tornar mais flexível.

Diante disto tudo, vai se foder quem me julga, me rejeita ou desconta os problemas em mim. Eu não preciso da aprovação de ninguém. A única pessoa que me importa neste momento, além de mi,  é meu marido. E ele me admira. Então vai a merda o resto.

Desafabo por alguns incidentes dos últimos dias. Engraçado: o mundo é redondo e eu já estive do outro lado. Já arrumei encrenca com quem pensava diferente em questão política. Mas o mundo gira…ai tem a estória do post abaixo e tal. E hoje sou vítima do próprio veneno que destilei no passado. Minha mãe quase teve um treco e um conhecido veio me tirar no facebook

E olha que estou menos agressiva na forma, porém continuo contundente. Isto é posicionamento. E vou me posicionar até o dia em que perder a consciência de mim.

Fico postando frases e vídeos contra o PT NA MINHA PÀGINA do Facebook. E só. Ah, e cheguei na minha mãe esbravejando outro dia. O que é comprensível, já que após duas semanas de exaustão, percebo que não tive nem tempo de mandar consertar meu óculos (e tive que ir fazer entrevista com um bambam da Rhodia com o óculos suturado com fita isolante) e vem na mente aquela história da cambada que usa dinheiro do bolsa família para ir na manicure e comprar Natura porque tem tempo sobrando, né…e é verídica e se repete BR afora…Ai eu lembro que eu e o marido trabalhamos em média 9 horas por dia e vivemos apertados, tentando manter a conta azul no banco e muitas vezes deixamos de ir cortar o cabelo para não gastar. E você se vê com suas olheiras, seu cão tá estressado porque ta sem tempo de brincar com ele, e mutas vezes almoço só salgadinho porque a correira de cuidar de cães, casa e dar conta de trabalho é demais. E ainda faço a maior parte com maestria.

E te chamam de retrógrada porque você critica o voto de cabresto que ta fazendo este país ficar pior do que já era em material humano. Quem quer estar no meu lugar? ou melhor, quem aguenta estar no meu lugar?claro que tem gente que aguenta, mas a maioria não.Minha mãe é assistente social. De lado, com visão crítica não influenciada por uma série de paradigmas tanto religiosos como de formação mesmo e que entendo, percebi que nos trocentos anos em que ela ta la ajudando o povo com donativos simplesmente, ninguém melhorou de vida. O que acontece é geração após geração vivendo de mendigância. Claro que a intenção é boa, mas o buraco é mais embaixo.

Sou contra este tipo de esmola podre que não resolve nada e só tem intenção de fazer demagogia e perpetuar uma máfia de safados no poder. Claro que você tem direito de aprovar isto, de enxergar a coisa por outro lado. Claro que meus pais têm direito de votar no PT, mas não suportar ouvir opinião contrária ou julgar alguém por isto, demanda muito mais terapia do que eu já fiz…

Não sou nenhuma estúpida. Eu estou no mercado de trabalho. É preciso ver os dois lados, coisa que fiz nos últimos tempos porque abri os horizontes com o trabalho. E se meu pai pode pagar meu estudo para que eu alcançasse o patamar que tenho hoje de ser bem procurada para prestar serviço não é demérito. Pra mim quem tem filho tem que pagar estudo mesmo. Este discursinho de ir contra as elites, de que os chefes são todos senhores feudais é totalmente maniqueísta e retrô, se quer  saber. A coisa não é assim. Estive sempre em grandes empresas fazendo comunicação interna e externa. Agora vivencio também a realidade das pequenas e microempresas. Nada é fácil. A carga tributária é gigante e tem muito empregado folgado pra cacete, se querem saber…fora um milhão de dificuldades outras. E o PTerrorismo não mudou uma virgula desta situação em 8 anos. Então é fácil pegar dinheiro público para distribuir esmola e se vangloriar disto pra ficar no poder. Permitir que as pessoas evoluam por méritos próprios não é vantagem para quem apoia quem invade e destroi propriedades. Se ter esta visão é ser retrógrada, sou sim, thanks!

O pior de tudo é usarem do argumento mais imbecil do mundo: me atacar porque ajudo animais. Ai. Olha, isto é de uma tosquice mental sem limites. E nem vou me esticar muito porque senão vai tomar no cu é pouco.

Moral da estória: estou livre para mudar o que  faz EU me  sentir mal. O que incomoda os outros, foda-se! Nunca vou agradar todo mundo mesmo. Não quer gostar de mim, quer me julgar, me olhar diferente, foda-se! Também to te julgando agora. Quer a Karen só mansinha e não aguenta ouvir minha opinião, dane-se!

Quase livre.

Anúncios

5 Comentários so far
Deixe um comentário

Li todinho…
Faz muito bem em estar na disposição de mudar o que a incomoda, Karen … nunca vamos poder agradar a todos!
E creia que cuidar dos seus animais, partilhar a ternura e a alegria que eles nos dão de forma tão gratuita, é também uma forma de enriquecimento e plenitude.

Um abraço,

Comentário por ana

Tem coisa melhor do que estarmos em paz conosco? Sartre não estava de todo enganado quando afirmou que “o inferno são os outros”.

Beijocas e paz, KA!

Comentário por Selma Barcellos

Li com atenção. Depois reli quase como um texto de auto ajuda (sem ofensas rs)
Preciso de uma dose disso tudo.
Só da visão do governo do PT não preciso mais. Tá bem claro pra mim!
Mas de resto, não anda nada livre.
Vamos reler mais uma vez…

Comentário por picida ribeiro

corrigindo: “de resto, não ANDO nada livre”

Comentário por picida ribeiro

Ai, Karen, tô atrasadinha nesse post, mas o que vale é estar aqui. rsrs
Sinceramente? Somos opostos na política. Não concordo com essa esmola que virou o Brasil, mas tenho os meus motivos por votar na Dilma (ah, nem vou colocá-los aqui porque não seria um comentário e, sim, um post. haha). Na verdade, queria a Marina, mas no segundo turno ficamos numa sinuca de bico, né?
Entretanto, e daí que pensamos diferente sobre política? Também pensamos diferente no futebol, apesar de ambas serem alvinegras. Te admiro por você saber se posicionar. Talvez porque me identifico. Librianas são de opiniões fortes mesmo, vulgarmente conhecidas como cabeças duras. hahaha
O problema é que as pessoas perdem tempo demais prestando atenção na vida alheia e, nas horas vagas, aproveitam para falar mal. Por que não trocar ideias? Por que não aprender mais? É conversando que a gente aprende. Quem sabe você não me convence que o Serra é realmente melhor? Ou ao contrário. Nós só aprendemos com duas coisas: trocas e erros.
Tem uma comunidade no orkut que adoro: “Pessoas inteligentes falam de ideias, pessoas comuns falam de coisas, pessoas medíocres falam de pessoas!”.
A vida é assim, Ka, quem não tem a acrescentar, fala mal.
Beijossss

Comentário por Mari




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: