Breakfast at Tiffanys


Antes tarde do que nunca
outubro 21, 2010, 6:16 pm
Filed under: Sem-categoria

Batendo muito a cabeça foi que descobri que não tem importância mudar de opinião quando percebemos que estávamos errados ou que fomos simplesmente enganados comprando mentiras embrulhadas em discurso hipócrita de lindas ilusões.

To dizendo isto porque percebo que muita gente tem um grande bloqueio em ver seu santo de barro desbarrancar. Falo do PT. E com direito de causa.

Não quero provocar ninguém, nem forçar um convencimento. Só peço reflexão. (petistas, leiam até o fim, please….)

Votei no PT durante anos. Vi chegar ao poder e foi apoteótico. Ai comecei a ver a verdade. Brasil Mostra a Tua Cara. Vi a hipocrisia de vender ética e entregar safadeza. Nada poderia ser pior ao um partido que se fez projetando-se como a encarnação da decência do que perder a vergonha de agir pelo “os fins justificam os meios”. Ingênua politicamente, só vendo é que entendi que aquilo só podria ser um grande engôdo.

Tantos escândalos, mensalão, tanta bobagem saindo da boca do Lula, tanta vergonha de ter votado naquela corja que não admite largar o osso. E o descaso com a questão ambiental, os projetos contra o bem estar dos animais.  Alianças podres com quem um dia crucificaram e juraram ser o mal encarnado.

Ontem mesmo vi um dos pequenos exemplos do discurso vazio que se tornou o partido. No meio de uma avenida de São Caetano, debaixo de um sol de torrar miolos, um garoto de cerca de 10 anos, segurava a bandeira com a cara da Dilma. Exploração de trabalho infantil, hum….Sem contar que todo dia tem desperdício de papel na minha caixa do correio, só de propaganda do  PT..que coisa! Não é de estranhar para uma canditada que acha que o meio ambiente atrapalha o desenvolvimento…

Enfim, voto contra o PT. Hoje e provavelmente para sempre. Não que acredite na santidade da cara de amiguinho do Serra. Mas dos males, o menor…Não há mocinhos e bandidos na política. Então que vença o menos pior.

E repito: não tem problema mudar de lado quando se percebe que estava de um lado muito errado. Paradigmas existem para serem quebrados. Não tenha medo de reconhecer que foi enganado. Antes tarde do que nunca.

A seguir reproduzo a carta da Soninha Francine, que foi do PT. Ela narra sua experiência e a desilusão que foi descobrir a verdade. E não falo mais de política.

Ah, avisando: não adiantar xingar que nem vou ler comentário mal educado, Será apagado. Não perca tempo, tá..

Descobri que o meio em que eu vivia – de petistas – inventava muitas barbaridades sobre o Serra. Por que o Serra? Não sei, talvez porque ele tenha sido o candidato do governo à sucessão do Fernando Henrique, portanto rival direto do Lula na disputa presidencial… Porque os petistas já pintavam os tucanos como o fel da terra (e eu, mesmo quando era do PT, achava isso um pouco absurdo), e o Serra como o próprio Satanás. Só que os fatos, mesmo vistos de longe, já desmentiam algumas coisas que diziam sobre ele: como ele podia ser “queridinho” da grande mídia quando comprava briga contra a publicidade de cigarro, por exemplo – que era uma baita fonte de receita para os meios de comunicação? E como ele era parte da elite imperialista internacional, quando foi à OMC e lutou contra os lobbys e cartéis da indústria farmacêutica, conseguindo as quebras de patente em nome da saúde pública dos países mais pobres?
Mesmo com esses fatos, eu acreditava nas versões do PT… Afinal, o PT era o meu partido, eu tendia a concordar com tudo… Pensava: “Ok, eles fez uma ou duas coisas importantes, corajosas, mas nem por isso é uma pessoa decente”. O PT dizia que ele era covarde, porque tinha “fugido” da ditadura… Que era um manipulador ardiloso, porque “armou” um flagrante pra Roseana Sarney (se bem que eu já pensava naquela época: o marido da Roseana Sarney tem um milhão e meio de reais de origem desconhecida e a culpa é do Serra?).
Enfim, eu o detestava. Até ser vereadora e ele, prefeito. E descobrir que o demônio que pintavam não era nada daquilo. Mal humorado, impaciente, carrancudo, ríspido demais às vezes? Sim. Mau caráter? Não.
Em 2005, começo do meu mandato, o Serra me recebeu (a meu pedido), ouviu atentamente tudo o que eu disse e reconheceu que estava equivocado em algumas medidas que havia tomado como prefeito. Na manhã seguinte, desfez o que tinha feito. Depois, me procurou inúmeras vezes para perguntar de assuntos que acreditava que eu conhecesse melhor do que ele – políticas de juventude, meio ambiente, cultura. Cansei de vê-lo pedindo idéias, sugestões, opiniões. O contrário do que diziam dele…
Enquanto isso, o PT – que era o meu partido – continuava inventando, mentindo. Uma barbaridade. Analisava um projeto de lei enviado á Câmara pelo prefeito, concluía que o projeto era muito bom e… No plenário da Câmara, fazia DE TUDO para barrar o projeto. Saía do plenário para não dar quórum, subia na tribuna e passava meia hora falando horrores de um projeto que TINHA CONSIDERADO BOM – apenas para prejudicar “os tucanos” na eleição seguinte. Mesmo assim, mesmo no meio da guerra mais suja – petistas espalhavam mentiras para assustar a população, uma coisa realmente horrorosa – se chegasse um Projeto de Lei de um vereador do PT e ele considerasse o projeto bom para a cidade, ele sancionava (isto é, aprovava). E se chegasse um Projeto de Lei de um vereador do PSDB e ele considerasse o projeto ruim para a cidade, ele vetava. Aliás, nós ficamos amigos, e ele… vetou vários projetos meus. Ou seja, um comportamento REPUBLICANO, de respeito à Casa Legislativa e ao interesse coletivo. Mas o PT continuava espalhando que ele era autoritário, mentiroso, privatista, neoliberal… E que era repressor, “inimigo dos pobres”, “amigo das elites”, tudo de pior no mundo.
Mas o Serra ia fazendo coisas muito legais na cidade – criou a Coordenadoria da Diversidade Sexual, a Secretaria da Pessoa com Deficiência… O Centro de Juventude da Cachoeirinha, que é do cacete… Pegou um esqueleto que estava lá abandonado desde o Janio Quadros e fez um troço muito legal. Terminou o primeiro trecho do maldito Fura-Fila do Pitta, que também estava abandonado. Voltou atrás na história dos CEUS – porque essa foi uma das coisas que eu consegui convencê-lo de que ele estava errado – e mandou fazer vários outros, mantendo o nome “CEU” (bandeira da Marta…). Idem com os Telecentros – que os petistas diziam que ele “destruir”, transformar em Acessa São Paulo, que era bem diferente… Criou a Virada Cultural. Fez os benditos hospitais de Cidade Tiradentes e do M’Boi Mirim – que o PT anunciava que a Marta tinha feito, quando na verdade ela não tinha começado nem a cavar o alicerce… Sem falar que a Marta, que passou os 2 primeiros anos de seu governo sanando as contas da prefeitura detonadas pelo Pitta, passou os dois últimos anos destroçando as contas da prefeitura – e deixou dívidas absurdas, contratos temerários de 20 anos assinados “no apagar das luzes”… O Serra deu muita força para a Secretaria do Meio Ambiente, que sempre era das mais pobrezinhas. E chamou para trabalhar com ele pessoas que tinham trabalhado com a Marta, sem a menor hesitação, sem rancor e ressentimento, porque considerava que elas eram competentes.
Enfim, eu VI, eu testemunhei, condutas absurdas do meu partido – e condutas admiráveis do Serra, que o meu partido pintava como o enviado do capeta.
Resultado: (lembre-se, este é um resumo, a história completa é uma enciclopédia) saí do PT, que foi se distanciando barbaramente dos ideais que pregava, adotando o “vale tudo” (pra governar, pra ser oposição), e fui para um partido de oposição. Que hoje apóia o Serra para presidente, assim como eu.
E eu nem falei do governo do estado… De mais uma seqüência enorme de mentiras e terrorismos, como de costume (“ele vai privatizar o metrô!”; “ele publicou decretos para acabar com a autonomia universitária!”), e, da parte dele, realizações admiráveis, mais ainda para quem ficou 3 anos e pouco no governo (e 1 ano e meio na prefeitura). Uma lista de pontos em que a atuação dele me agrada muito: trens metropolitanos, metrô, meio ambiente, cultura, pessoa com deficiência… E outros mais.
Se você odeia o Serra como eu odiava, eu sei que não vai mudar de idéia assim tão fácil. Não tenho essa pretensão. Mas gostaria que você acreditasse em mim: é com muita convicção que eu voto nele, baseada nos meus 6 anos de vida mergulhada integralmente na política”.
Abração
Soninha
Anúncios

7 Comentários so far
Deixe um comentário

Ka, eu também fui como você! Sempre votei no PT, desde os meus tempos de estudante. Adorei quando o Lula foi eleito da primeira vez. Pensava: “Agora sim! Um governo voltado para os trabalhadores!”
Lêdo engano! A decepção foi tremenda. Quanto maior a altura maior o tombo.
Não tenho vergonha de admitir que errei. Errar é humano. Persistir no erro é burrice!
Vou tapar o nariz e votar no Serra. Votaria em qualquer outro que estivesse no lugar dele.
Beijos.

Comentário por lucy in the sky

Nunca votei no PT, KA. E é de perder o sono saber que, se eleitos, não deixarão mais o poder. Eles tem um tal de “projeto para o país” que me arrepia os pelinhos da nuca…
Tem post novo que é… você! Passe lá!

Beijocas!

Comentário por Selma Barcellos

Falha nossa.com:

Leia-se “eles têm”.

Beijocas!

Comentário por Selma Barcellos

Se eu escrever tudo o que tenho vontade sobre este partido, serei presa pela ditadura e tenho filho prá criar, não dá! Mas meu voto o PT NÃO TEM NUNCA MAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentário por luciana

Eu acho que não tem problema nenhum em mudar de lado quando passamos a discordar das opiniões e atitudes. Também votei no PT. Nunca votei no PSDB e nem pretendo votar. Já sentiu meu voto, né?

No primeiro turno, votei na Marina e somente nela. Anulei todos os outros. Covardia? Tirar o corpo fora? Podem chamar do que quiser, só não quero fazer parte de algo que tenho nojo. Se sou obrigada a votar, não dou o meu voto para ninguém.

Beijos

Comentário por Mari

Pois é Mari. Entendo. Mas o PT é muito, mas muito, muito, muito, muito, muito e muito digno de nojo. Conheço pessoas e sei de coisas que aconteceram neste partido que não posso nem falar. to falando de coisas sérias: ameaça de morte e tal.
Bj

Comentário por Ka

Cheguei a brigar com bons amigos por causa do PT.
Para mim, se era PT era quase santo, idealista.Triste desilusão
Quando vi a realidade tomei uma decisão :não voto, nem justifico. Estou de luto politico
Prefiro pagar as multas. è baratinho rsrs

Comentário por picida ribeiro




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: