Breakfast at Tiffanys


Mea culpa
julho 8, 2009, 7:58 pm
Filed under: Sem-categoria

Ainda Michael

michael_jacksonTirando os usurpadores de dor por Ibope, o cataclisma que a morte de Michael Jackson causou ao mundo me cheira um tremendo Mea Culpa.

MJ foi motivo de piada mundial durante anos. Olhamos, julgamos, rotulamos. Sem dó nem piedade.

O cara era alvo fácil: aberração, degenerado, estranho, racista, e por ai vai. E o que sabíamos nós? Nada.

Do fundo do coração, nunca acreditei nas acusações de pedofilia, nem nunca me manifestei sobre isto. E como nada foi provado e a justiça americana, que é séria e absolutamente até paranóica quando se trata de assuntos com crianças, o absolveu, não cabe a ninguém agora manter qualquer suspeita.
Mas confesso que fiz piada vez ou outra. E o julguei por mudar de cor. Que hipócrita eu sou! Não tentei tantas vezes ficar torrando para pegar bronzeado mesmo sabendo que isto dá câncer de pele? Ou em outros momentos não me cobri de protetor solar número 60 porque adorei a palidez que ganhei após o inverno? Quantas vezes enjoei da minha cara?
E quantas pessoas não fazem bronzeamento artifical? E quantas fazem plásticas? E quantas mudariam a cor dos olhos se pudessem? E daí, qual o problema? Qual???Quer se deformar? Deforme-se.
Somos todos um bando de hipócritas dissimulados, não….
Julgamos com a facilidade que piscamos (li isto ontem em algum lugar). E o transformamos em o maior símbolo da esqusitice, de preconceito, de imoralidade…
E justo eu, que defendo as diferenças. E tantas vezes me senti excluída e discriminada até por ter posturas diferenciadas…E que odeio a normalidade. Que admiro viver à margem da sociedade. E que acho o senso comum medíocre.
O que a morte de MJ fez comigo, além daquela sensação de tempo que corre que falei no primiero post que fiz sobre o tema, foi chacoalhar minha consciência para o quanto me deixo levar por tudo que mais abomino. Pela necessidade de ser aprovada, pelo medo de ser julgada também. E pelo quanto julgo quando não deveria.
Acho que este sentimento, mesmo incoscientemente, tomou parte de boa parte das pessoas que se comoveram e fizeram posts e saíram as ruas para dançar…
O que MJ deixou, acima até do incrível legado musical, foi uma lição de tolerância. Para que paremos de nos importar com o quanto o outro pode ser diferente, para o que o outro faz e o que pensa.

E daí que ele quis mudar de cor, mudar a cara??? E daí??? E daí????Esta incoerência no julgamento e crucificação geral para mim hoje é tão clara, tão forte. O que foi feito foi com ele mesmo. O que fazemos por nós?

Não sabemos nada da vida do cara. Não sabemos suas dores, suas alegrias, seus medos, suas expectativas. Talvez ele fosse excêntrico somente. Talvez risse do mundo. Ou talvez tenha sido mesmo infeliz.
O julgamos doente emocional, mas cada um de nós é tão emocionalmente perturbado quanto o considerávamos. Não sabemos merda nenhuma de nada!!!

britneys-new-look-20080320031042702Nestas últimas semanas, um episódio de South Park tem estado constantemente em minha mente.
Em sua linguagem escrachada, chocante, sarcástica e agressiva, o desenho fez uma crítica à sociedade e a relação com as celebridades.
No episódio, a abordagem era sobre Britney Spears. Entre outras coisas, ela tentava se matar (mas permanece o resto do episódio com a cabeça aberta e ainda viva – coisa típica de SPark, terror freak…). Mas resumindo, a moral da estória era a necessidade de sacrifico de uma celebridade para continuidade da vida na Terra. Algo assim…E faz sentido.

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

Ka, eu concordo quando você diz da culpa (mesmo que seja inconsciente) que estamos sentindo. No dia da morte dele, vi váááárias pessoas na Internet com uma idolatria fora do comum e aquilo me irritou muito! Até ontem ele era o diabo, agora virou santo? Vontade de mandar todos para aquele lugar. haha
Depois as ideias foram se formando na minha cabeça e eu percebi que o cara do sorriso de criança tinha morrido MESMO.
Como todos, eu também o julguei. Ficava me perguntando por que ele queria tanto ser uma coisa que não era. Por que ele era acusado de pedofilia? Será que ele era mesmo? Para a criança fã (como eu) isso era assustador!
Hoje, depois de aprender um pouquinho mais da vida, vejo que ou você é “comum” ou você é gênio. Bem simplista, mas acho que me fiz entender…
São coisas da vida. Infelizmente, ele foi cedo e se foi para nos dar esse tapa.
Beijos

Comentário por Mari

É, Ka! Concordo com você principalment quando você diz que a morte dele foi uma lição de tolerância. Pra ser sincera, eu sentia pena dele quando via a aparência cada vez mais bizarra, sabe?Porém, isso também é uma forma de julgar. Andei pensando nisso também nos últimos dias. Mas talvez, o maior problema é que ELE era evidente demais e nós não. Então, nossas “bizarrices” habituais não causam tanto efeito.
Um cheiro bem grande, florzinha 😀

Comentário por Dora

Oi Ká,

Não me espantei com a morte dele, lembro ainda quando todos ficaram chocados: O cara branco que era negro, morreu!

Eu nunca o julguei, isso posso afirmar, nem nunca acreditei nas acusações de pedofilia.
Quando comentavam comigo sobre a morte dele eu dizia o que vou lhe dizer agora: O processo de morte desse homem começou há muuuitos anos atrás.

Justamente por isso é tão notória a sensação de que muita gente carrega nas costas um pouco da culpa pela morte dele.

Eu não era fã, mas conheço e gosto dos grandes hits, mas continuo não sendo fã.

Claro que, talvez, a história dele poderia ter sido muito diferente se ele fosse “um simples mortal”.
Mas o seu talento acabou o expondo demais.

De uma forma ou de outra, por overdose ou dormindo, todos nós morreremos com nossas excentricidades, a única diferença é seremos anônimos.

Beijos.

Comentário por Elayne

Alô, Ka. Indiscutíveis verdades há no seu post…
Mas estarreci com aqueles abutres da família (a foto correu o mundo) querendo ficar bem na fita, no foco, em volta da filha de MJ e de sua (legítima) dor de criança.

Beijocas.

Comentário por Selma Barcellos




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: