Breakfast at Tiffanys


3.6
outubro 1, 2008, 6:47 pm
Filed under: Só vendo a banda passar

Deveria ser assustador. Mas é libertador.

Já não me preocupo se eu não sei porque às vezes o que eu vejo quase ninguém vê…

Chegar aos 36 com esta consciência e sentindo que está mais satisfeita com você e com sua vida do que em qualquer outro momento da existência é meu presente para mim mesma.

Um presente dado no único aniversário que não me incomoda. Que me fez entender que os anos são benéficos. E que estar mais perto dos 40 do que de qualquer outra década não é mais um problema.

Não, não está tudo perfeito. Mas eu percebi que adoro minha vida do jeito que ela é hoje, agora, neste exato instante, com os problemas e obstáculos que consigo transpor todos os dias. Que adoro minhas escolhas. Que amo meu marido, meus cães, minha família. E do jeito que ela é. Que não quero trocar de carro, não preciso guardar dinheiro, que não vou perder o hoje, sofrendo pelo amanhã. E não mudo uma vírgula das circunstâncias que me fazem viver como vivo hoje.

Hoje sei que recomeçar é incomôdo, mas é romântico. Que a segunda divisão me fez mais orgulhosa de ser corinthiana. Que a verdade dói, mas cura. Que traumas devem ser descartados. E que não é preciso sofrer para pagar os pecados. Que a vida mais importante é a que vivemos agora, aqui. Por isto escolho ser feliz. E se não consigo o tempo todo, tenho usufruído da felicidade na maior parte do tempo.  

Que me orgulho de não gostar de mudanças, mas que sei enfrentá-las quando são inevitáveis. E que não me importo, na verdade, de ser bagunçada e ter uma casa sempre de pernas para o ar. Que perder uma roupa no armário faz parte de mim, que é meu ritual e que tirar toneladas de pêlo da casa todos os dias pela manhã é revigorante. E que reclamar me renova. E rir de mim mesma é muito legal. E rir dos outros também. E não vou deixar de arrumar uma encrenca, e amar e odiar. E escolher os comentários que quero fazer, os blogs que quer visitar, os que prefiro ignorar, o tempo que quero gastar, o trabalho que quero fazer e o que prefiro esquecer. 

Gosto de ser questionada pela minhas escolhas não ortodoxas. Adoro ser o centro das atenções sempre que descobrem que sou vegetariana e que não quero filhos e que sou atéia. E ver alguém gastando seu tempo perguntando porque não tenho dó das plantas que como (aliás, o vegetarianismo é estranhamente o ponto que mais incomoda as pessoas..), falando que minha vida será vazia, que é preciso crer em um ser superior para ser uma boa pessoa, enfim…tentando provar que estou errada por isto é hilário, divertidíssimo, é um combustível para seguir adiante.

Porque idiotas e seus erros ortográficos, juntamente com seus argumentos irrelevantes nascidos da presunção, da imaturidade e da necessidade de auto-afirmação são o que mais existe no mundo. E vê-los dissertando sobre o nada é comédia pastelão de quinta categoria. Seja qual for o tema, sempre vai existir uma mente pequena falando sobre o que não sabe, do que tem preguiça de pesquisar, sem paixão, sem razão, por simples ilusão. Mas eles não mais me afetam porque lembo que também já fui assim – e ainda sou muitas vezes. E isto é uma vitória que os anos extras me ajudaram a conquistar.

Mas principalmente me orgulho de estar sempre de um lado, longe da omissão, pois o muro é o lugar dos covardes. Seja certo ou errado na visão de terceiros, o meu lado é sempre o melhor para mim. E que acredito piamente que estou com a razão. E não me importo mais se alguém não entende ou discorda ou tenta provar o contrário.

Mais do que estar calma, estou em paz. Um paz turbiulenta, é verdade. Mas é a paz que prefiro. A paz de falar não, descartar, apagar, reciclar, reclamar, xingar até. A paz de não precisar se explicar. De não esperar e não se culpar.

PS – Meu nome é Karen. Assumo agora. Chega de pseudônimos.

Anúncios

12 Comentários so far
Deixe um comentário

muitos muitos parabéns minha querida!!!e, tantas coisas boas que tens para te orgulhar!!!!espero que tenhas um dia repleto de felicidade e muitos miminhos como mereces!!!

um grande beijo e, tudo de bom*

Comentário por Anita

Ahhh, mas pra mim sempre será Holly.. rsrs

Mas, vamos lá. está de aniversárioo hoje, isso é tão bom!
Ah mas que texto lindo.. espero chegar como você chegou, com esse refletir todo ao se descrever; ao dizer tudo que se passou e o que ainda está.

Querida Karen, estes blogs da vida nos fazem conhecer pessoas surpreendentes e especiais; uma delas é você. Espero que teu caminho seja sempre cheio de luz e dessa grandeza intensa que vejo em ti. E me sinto privilegiada qdo vc disse uma vez q se viu na minha descrição..

Um feliz aniversário.. Karen, sempre a Holly..

😉

Comentário por Youko Watanabe

Ótimo dia pra eu vir até aqui então, Ká!

Querida, já estamos com um pézinho no amanhã, mas aqui, oito minutos anter de virar o dia, venho lhe desejar toda a felicidade do mundo, toda a saúde, paz e coisas boas que você possa desejar e que merece!

Um beijo enorme, com saudades!

Comentário por Mi

Uau, quase perdo o fôlego! Que texto divino, contundente, tocante e cheio de sensibilidade. Bem-vinda a sua idade nova! Fazer aniversário é estar vivo e aproveitar tudo o que a vida tem a oferecer e fazer dela o melhor todos os dias. Feliz aniversário e Parabéns pela pessoa linda que você é, pela sua luz, pela sua doçura (muitas vezes não admitida – mas tão sentida e irradiante), pela sua intensa vontade de viver, pela tua intensa inteligência que nos brinda com excelentes textos, enfim pela alma linda que és! Sua amiga e admiradora sempre! Beijos estalados , Lu

Comentário por Lu

Ps: ainda preciso aprender algumas coisas no mundo dos blogs.. rs Vi meu presentinho e agradeço. Mas como carrego ele no meu blog? E onde acho alguns para distribuir? Coisa de doido, mas eu aprendo logo, juro… rs beijos Lu

Comentário por Lu

Parabéns…

Eu também me sinto assim, melhor com anos e passei a me aceitar, já que não tem como né? Tenho que me aturar..rsrs

Eu acho que nos somos irmãs “gemulas”..rsrs separadas pelo tempo. A diferença é que ainda não tenho as minhas opiniões bem certas, ainda estou confusa, mas quem sabe até os 36 eu seja como vc.

Tbm já fui ateísta, não quis filhos, amo animais, e por diversas vezes tentei ser vegetariana. Sou desorganizada na minha organização.. e detesto mudanças..

Me achei em suas palavras. Quero ser igualzinha a vc quando chegar nos 3.6 😉

Bjo, e que esse dia seja realmente especial. Acho que esse dia foi ontem..rsrs, então que todos os dias sempre sejam especiais..vc merece.

Comentário por Lucí

Olá, Hol… quer dizer, Karen! E agora vai demorar pra eu me acostumar. Parabéns pelo dia, por mais uma etapa. Parabéns em especial por se compreender dessa forma tão abrangente e tranquila. Isso é muito bom. Cheguei na terceira década também e não me martirizo. Gosto mais de mim aos trinta do que aos vinte. E compreendo absurdamente bem cada uma das suas palavras. Parabéns, Karen. Você é singular demais.
Cheiro grande e tudo de bom pra você, amiga.

Comentário por Dora

Parabés pelo aniversario, Karen, para sempre Holly…
Temos muita coisa em comum e nossas diferenças despertam mais interesse,gera maior aproximação.
Parabéns por tudo que voce é, e do alto dos meus 52 anos posso afirmar que uita coisa boa está por vir.Felicidades

Comentário por picida ribeiro

Olá Holy ou melhor … Karen, muito prazer.

Parabéns pelo aniversário !!! Os librianos vão dominar o mundo … hehehhe

Att.
Rafael (O meu pseudônimo estava fácil de saber né ?)

Comentário por Rafa

Oi, Karen!

Primeiramente, FELIZ ANIVERSÁRIO!!! Com um dia de atraso, mas é muito sincero mesmo. Só desejo o melhor para você!

Seu post de aniversário está muito feliz e lindo! Como é bom chegar a mais um aninho de vida com toda essa paz interior. Parabéns por isso também. Continue assim. Seguir o nosso coração é o mais importante sempre! 🙂

Beijos

PS: O mais engraçado é que eu não sabia quem era a Karen que tinha comentado no meu blog. rsrs

Comentário por Mari

Oh minha Linda, como dizer aquilo que é tão palpável, que está sempre tão presente, mas que a sua alma não vê? Vou tentar descrever aquilo que sinto, percebo com tanta nitidez, de forma tão concreta e real. Só alguém tão doce poderia escrever coisas tão lindas e veementes, para começar… Só alguém tão doce poderia amar tanto aos animais a ponto de abdicar de comer algo que provém deles (ainda não consegui esta proeza, embora já tenha diminuido bem o consumo… diria que estou a anos luz daquilo que você sente.) Só alguém com tanta doçura como a tua poderia cuidar, trazer para si animais mal-trapilhos e zelar por eles com tanto amor. Só alguém com tanta doçura é capaz de defender seus ideais tão fortemente sem se quer pestanejar. Só um ser com tanta doçura é capaz de reconhecer o seu amor de uma vida toda e por ele se empolgar, ser companheira, amante, amiga diariamente. Só um ser com tanta doçura é capaz de escrever aquilo que faz a gente pensar, ponderar, refletir e mudar. Talvez para ti a doçura tenha outros nomes, outras cores, mas você é doce. Teu ser irradia doçura amiga, perceba-te em cada gesto, sinta a força dos teus ideais, dos teus gestos e também sentirás o que as palavras às vezes não definem por completo. PS: Aqueles que percebem o que digo, tem o prazer de conviver com as facetas mais belas de tua alma, do teu ser. É isso e chega, pois meus olhos e meu coração já estão por demais emocionados. Um beijo grande! Lu

Comentário por Lu

Então, Karen, parabéns!

Comentário por TATIANA REZENDE




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: